Apresentação

O Qualiaids é um sistema de avaliação da qualidade organizacional dos serviços do SUS que prestam assistência ambulatorial a pessoas vivendo com HIV. É composto pelo Questionário Qualiaids, um questionário eletrônico com 82 questões de múltipla escolha dirigido aos gerentes e equipes locais dos serviços, e pelo Caderno de recomendações da avaliação Qualiaids, um conjunto de recomendações de boas práticas relativas a cada um dos indicadores de qualidade do questionário. Deve ser respondido pela equipe técnica local. O sistema visa contribuir para incrementar a qualidade dos serviços.

O questionário contém: questões que apenas descrevem o serviço (8) e questões que avaliam a disponibilidade de recursos, a organização da assistência aos pacientes e o gerenciamento técnico do trabalho (74). Estas questões constituem os indicadores da avaliação que são pontuados em três níveis 0, 1, 2. O valor zero (0) indica padrão insuficiente, o valor um (1) padrão aceitável e o valor dois (2) padrão esperado. Ao final do preenchimento do questionário, o sistema emite a média geral obtida (número entre 0 e 2) e a porcentagem da distância da média em relação ao padrão esperado (uma média de 1,50, por exemplo, representa 75% do padrão esperado). O sistema também emite outros relatórios que facilitam a discussão local sobre qualidade. Permite também “baixar” o banco de respostas em formato Excel.

Nos links a seguir, você pode assistir aos vídeos tutoriais sobre o sistema:

Apresentação do sistema: https://youtu.be/EEeKiisulkQ

Acesso do gestor: https://youtu.be/ykU7G27Uzfg

Acesso do serviço: https://youtu.be/tADG2Aln0-k

Coordenação Qualiaids

Maria Ines Battistella Nemes
Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Departamento de Medicina Preventiva
Ana Maroso Aves
Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Departamento de Medicina Preventiva
Ana Paula Loch
Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Departamento de Medicina Preventiva

Carolina Simone Souza Adania

Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Departamento de Medicina Preventiva

Gabriel Lima

Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo, Departamento de Medicina Preventiva

Fabiano Lima da Silva

Instituto de Saúde Coletiva, Universidade Federal do Mato Grosso

Marcela Soares Silveira Lima

Faculdade de Saúde Pública - Universidade de São Paulo